Dicas de parede

7 Erros mais comuns em paredes

Rachaduras, pregos na parede, pintura e entre outras coisinhas, podem ser mais difíceis do que imaginamos! Separamos algumas dicas para você não passar por esses perrengues!

1. Prego na parede

O primeiro grande erro é colocar prego em parede de alvenaria.

Os pregos são lisos e não possuem nenhuma ranhura, também não existem buchas para pregos, logo, ele não vai conseguir sustentar nenhum objeto. Além disso, o prego pode danificar a sua parede, tanto no momento que você for pregar o prego na parede que pode esfarelar o concreto e criar um grande buraco ou até mesmo no momento que você for retirar que provavelmente também vai esfarelar e criar um grande buraco.

O correto é fazer um furo com uma broca, usando uma parafusadeira ou uma furadeira e depois colocar uma bucha e então pode-se colocar o parafuso. Na parede de madeira você pode colocar prego ou parafuso. Já na parede de alvenaria usa-se somente parafuso ou aqueles ganchos com adesivo na parte de trás e são colados na parede.

parede com pintura descascando

2. Pintar parede sem corrigir

Pintar uma parede sem antes corrigir os furos e imperfeições dela é um erro muito comum.

O correto é passar uma espátula para remover todas essas cascas da tinta antiga, depois passar uma massa corrida para corrigir todos os furos e desníveis que ela possa ter, esperar secar bem e lixar até ficar liso e só após finalizar essa etapa que podemos realmente pintar a parede.

parede com rachadura

3. Tampar rachaduras

Só passar uma massinha por cima pode não resolver seu problema.

As pessoas costumam pensar que passar uma massa corrida por cima das rachaduras das paredes, lixar e depois pintá-las é o suficiente para sanar esse problema. E esteticamente esse problema desaparece, mas é muito importante que um profissional capacitado, pode ser um arquiteto ou um engenheiro, avalie o estado da estrutura desse local, saiba o que ocorreu para essa rachadura aparecer, se está faltando algum material, se é uma sobrecarga na parede.

Enfim, pode ser por N motivos e somente um profissional é capaz de te auxiliar corretamente pois dependendo da rachadura ela pode vir a comprometer a estrutura total do ambiente, logo, é importantíssimo resolver o problema por completo e não apenas disfarçá-lo.

imagem com uma parede com mofo e umidade

4. Infiltrações

Infiltrações e mofo se não resolvidos podem te dar um trabalhão.

O quarto grande erro é não resolver as infiltrações e mofos. Esses são problemas muito comuns e geralmente são “resolvidos” apenas esteticamente, colocando um papel de parede ou até mesmo um azulejo por cima para esconder o real problema, que após alguns meses volta a aparecer por cima do papel de parede e no final, vai gerar gastos à toa além do retrabalho pois será necessário tirar toda a aplicação feita na parede para conseguir de fato acabar com a raiz do problema.

Algumas vezes essa infiltração pode estar vindo do cômodo ao lado, pode ser uma cozinha ou um banheiro que esteja com algum vazamento interno, outras vezes pode ser que venha do teto que tenha algum problema com o forro e esteja passando a água da chuva ou até mesmo algum problema no piso que possa estar passando algum tipo de infiltração da área externa para a interna. Ou seja, é preciso avaliar com muito cuidado para que futuramente não apareçam rachaduras e que comprometam a estrutura do local, por isso a importância de um profissional qualificado nessa etapa.

imagem com uma mão tentando descolar uma fita da parede

5. Fita dupla face

Quem diria que uma fita pudesse causar uma dor de cabeça.

O quinto grande erro está no uso de fita dupla face e no momento da remoção da mesma, por ser tão forte, muitas vezes ela acaba arrancando um pedaço da tinta junto o que consequentemente acaba descascando toda a tinta da parede e virando uma grande bola de neve, primeiro sai a um pedaço da tinta, começa a descascar, sai toda a tinha, começa a esfarelar o concreto e assim por diante.

Atualmente, já existem fitas dupla faces próprias para essa finalidade, de diferentes tamanhos, materiais, formatos e que aguentam diferentes pesos, desde os mais leves até aos mais pesados, aguentando até 3 ou 4kg. Elas também são dupla faces porém existe um jeito certo de retira-las que não compromete a sua parede e ela fica intacta.

parede com tinta óleo verde descascando

6. Pintura em tinta óleo

Várias camadas de tinta são a combinação certa para dor de cabeça

Esse erro acontece quando a sua parede já possui uma pintura realizada com tinta a base de solvente e você deseja pintá-la com uma nova cor, mas com uma tinta a base de água, pois não tem cheiro e é mais fácil e acaba fazendo a aplicação por cima. O resultado não é positivo, a tinta não consegue aderir à parede e logo começa a descascar.

Quando se usa uma tinta a base de solvente ela forma uma espécie de película, que inclusive deixa um aspecto bem liso, e quando é aplicado a tinta à base d’água ela não consegue se fixar e facilmente começa a descascar depois de pouco tempo.

Entretanto, a tinta a base de solvente consegue se fixar bem por cima de uma tinta à base d’água. Mas o correto seria pintar a parede que já está pintada com uma tinta a base d’água com outra cor de uma tinta também a base d’água e da mesma forma com paredes pintadas com tintas a base de solvente deve se utilizar outra tinta a base de solvente. Ou outra alternativa a paredes que já estejam pintadas com tinta a base de solvente é lixar bastante ela ao ponto dela criar uma espécie de textura ou ranhura, pois assim você tem certeza que conseguiu remover essa “película” e então pode aplicar a tinta a base d’água por cima, mas essa última opção é a mais trabalhosa pois é necessário lixar muito.

imagem com fixador de cabo com prego

7. Prender cabos

Tem um jeitinho muito melhor para você passar os seus fios e cabos.

O último erro pode ser cometido pelos donos do local ou mesmo pelos profissionais que instalam alguns serviços como telefone, internet, televisão etc. No momento em que esses profissionais vão realizar a instalação, algumas vezes utilizam de fixadores de plástico com pregos. O problema é quando você precisa tirar ou movimentar algum cabo e precisa retirar esses fixadores, quando acontece a retirada dos fixadores com prego, pode acontecer de retirar a tinta junto além de ficar aparente todos os buracos onde estavam pregados anteriormente

Para que isso não aconteça, pode ser utilizado os famosos “passa-fio” que se parecem com uma espécie de canaleta de plástico e que possui adesivo na parte de trás. Ou então existe a possibilidade de passar os cabos por um buraco dentro da parede e depois fechar e assim eles não aparecerão. Outra alternativa é utilizar essa passagem de fios na própria decoração, como as decorações estilo industrial, onde um cano de ferro ou cobre com toda a fiação por dentro ficam aparentes. Enfim, existem diversas alternativas melhores que não prejudicam a sua parede no momento de fixar os fios.

Esperamos que você tenha gostado das dicas! Para essas e muito mais, nos sigam nas redes sociais e acompanhem o nosso blog. Para colocar a mão na massa, nosso catálogo tem diversos equipamentos para locação.

Siga-nos

VAMOS CONSTRUIR ALGO JUNTOS!